Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sexta-feira, 17 de março de 2017

Estou de volta!

Sim caros amigos. O blog está de volta. depois de uma período de turbulência, eu havia decidido retirar o blog do ar. Mas o crime organizado e esta máfia do tráfico de órgãos não me deixaram ficar muito tempo afastado.

Os textos estão todos aqui, e preciso reconfigurar alguns links para vídeos, já que eu também havia removido o meu canal do YouTube. Enfim, aos poucos o blog voltará como era antes.

Eu estou separado agora da Érika Bento Gonçalves devido à pressões da Máfia. A Érika é da família que domina o jogo do bicho em Poços de Caldas, e que recebe apoio de Carlos Mosconi para poder continuar funcioando. Todos sabem, que acompanham este blog, que Mosconi detem poderes sobre a polícia e ministério público local. O jogo do bicho paga propinas paras policiais e promotores e ainda financia as campanhas políticas de Mosconi em troca de proteção. São unidos pela sujeira.

Mosconi exigiu que a família Bento Gonçalves pressionasse a Érika. A tarefa foi executada por Gisela Bento Gonçalves (irmá de Érika) e o filho de Érika, Marcelo, e o resultado foi a minha separação.

A partir de agora, estou mais livre para contar tudo o que se passa neste mundo do crime. Um mundo sujo onde o dinheiro é mais importante do que qualquer coisa. Amanhã estarei publicando um texto em resposta a um ataque que está sendo feito pelo Luis Nassif. Vocês sabem que ele é amigo pessoal de Carlos Mosconi e como todos ligados ao Mosconi, é mais um fantoche. Nassif resolveu me atacar e atacar ao juiz do caso Pavesi. O texto foi escrito após a minha separação, o que significa para mim que se trata de uma ação programada destes vagabundos. Mas terei o prazer de demonstrar - mais uma vez - que estão mentindo novamente. Nassif perdeu o patrocínio dos petistas e está desesperado por dinheiro. Deve ter recebido uma grana boa para escrever as bobagens. 

Eu, no meu melhor esitlo, responderei de graça.
kk

Abraços à todos
E vamos em frente! A vida não para.

Nenhum comentário:

Postar um comentário