Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sábado, 7 de junho de 2014

Constrangimento ilegal

A inversao de valores é impressionante no caso do Paulinho.

Um grupo de marmanjos assassinos, juntaram-se para anaquilar a vida de uma criança de 10 anos, para obter lucros com os orgaos. A familia é obrigada a deixar o pais, graças a diversas ameaças. Um administrador do hospital é assassinado a tiros. Os medicos sao condenados, e começa o drama:

Eles alegam que sao inocentes apesar das dezenas de provas existentes. Sao protegidos pelos conselhos de medicina. O TJMG concede o direito de ficarem livres, ameaçando testemunhas e falsificando provas, contrariando o codigo penal. Como se ainda nao bastasse, eles tentam afastar o juiz, e derrubar as medidas cautelares alegando "constrangimento ilegal". 

A ministra Regina Helena da Costa do STJ em Brasilia acaba de negar pedido liminar feito por 2 dos medicos condenados no caso Paulinho. Eles pretendiam suspender as medidas cautelares, alegando constrangimento ilegal. 

Clique aqui para saber mais.

Um comentário:

  1. Olá Paulo,
    Pra você ver, essa inversão de valores foi tamanha que na minha época de estudante primário (idade onde consolidamos nossos valores - muitos trazidos da educação dos pais), se um filho tirasse nota baixa na escola, os pais rapidamente dariam um castigo e um sermão merecido nesse filho. Hoje o filho tira nota baixa, os pais põe a mão na cabeça dele e vão reclamar dos professores. Esses pais de merda (desculpe a expressão) são esses médicos pilantras de hoje.Imagine o que virá pela frente, com os filhos desses mesmos se formando e fazendo mais merda! Que o inferno queime todos eles....satanistas pilantropos!

    ResponderExcluir