Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Falando para os anencéfalos

Pois é. Deu o que eu já esperava. Mais uma vez a Santa Casa da porca miséria de Poços de Caldas está nos jornais pela morte de pacientes. Desta vez, duas jovens mulheres que morreram após dar a luz naquele recinto.

Ambas morreram de infecção generalizada e quando ainda estavam no hospital e deram os primeiros sinais de que alguma coisa não estava bem, foram enviadas para casa. Voltaram para morrer. 

A reportagem sobre o assunto pode ser acessada clicando aqui

Os casos já estão sob investigação pela Secretaria de Saúde de Poços de Caldas. Aquela que defende os assassinos de vários pacientes para fins de tráfico de órgãos. Mas não posso deixar de citar a fala da excelentíssima Diretora Clínica daquele matadouro, Francisca Barrero, que aguarda sentença de processo criminal acusada pela morte de um paciente para fins de tráfico de órgãos. 

SIM PESSOAL mesmo respondendo por assassinato, ela ainda comanda a baderna. Típico do Brasil. Bandido bom é bandido chefe. Ela parece falar para anencéfalos. Vale a pena reproduzir aqui o que ela disse:

REPORTER: A diretora clínica da Santa Casa informou que uma comissão de controle de infecção hospitalar investiga as circustâncias das duas mortes aqui na maternidade. Segundo Franscisca Barrero essa equipe já identificou a origem das bactérias que provocaram as infecções.

FRANCISCA BARRERO: A causa dessa infecção que houve, não é nenhum germe hospitalar, não é nenhum germe multi-resistente. São germes que pertencem a própria flora do paciente, que já fazem parte de pele mucosas de paciente. Eu posso... podemos então afirmar pra todos que já estão internados na maternidade e outros que virão, que não existe este risco.

Muito bem anencéfalos. Vamos as evidências lógicas que qualquer símio pode alcançar.

Se toda mãe possui tais "germes", todas deveriam morrer após o parto não é mesmo? Ou será que estes "germes" se comunicam por rádio e combinaram de matar as duas mães no mesmo período? Além disso, a comissão de controle de infecção hospitalar, comprovou que os "germes" eram estrangeiros, ou seja, não pertenciam ao hospital. Como fizeram isso? Ora meus caros, as análises microscópicas dos tais "germes" comprovaram que eles não estavam utilizando crachás de identificação da Santa Casa. Portanto, eles não eram funcionários, e não pertenciam ao quadro clínico do hospital. 

Vocês são todos anencéfalos! Está claro que o hospital não tem culpa nenhuma. Algumas mortes de pacientes transplantados entre 2000 e 2002, também mostraram que os "germes" foram os responsáveis e mais uma vez, os "germes" não possuiam credenciais! Naquela época a vigilância Sanitária mandou suspender os transplantes devido ao alto índice de "germes" estrangeiros passeando pelo hospital, mas nenhum deles era da casa. A Diretora Clínica na época dos fatos era Regina Cioffi, hoje vereadora na cidade. Ela foi obrigada a publicar no jornal comunicado sobre o fato pois negou-se a tomar as medidas cabíveis para impedir o aumento das infecções. Ela achava que não era importante. 

Já o Hospital Pedro Sanches, que também apurou uma morte durante o parto, afirmou que a causa não foram tais "germes" e sim pressão alta da paciente. Lá só entra "germes" devidamente credenciados. Afinal, no Pedro Sanches nem é preciso "germes" para perder a vida. 

Para vocês anencéfalos que estão lendo, e me incluo nesta lista, tudo é culpa das pacientes que trouxeram de casa um monte de bichinhos esquisitos que provocaram a sua morte. O hospital é limpinho! Pode ficar tranquilo. A comissão de controle de infecção, já está trabalhando para evitar novas invasões. 

Nesta semana o Hospital deve publicar no Jornal Capacho da Mantiqueira uma nota solicitando as futuras mamães que deixem os "germes" em casa, antes de se dirigirem ao hospital, pois não serão aceitas.

Já Mosconi - il capo della mafia - acredita que isto é coisa do PT para macular o bom nome dos profissionais daquele hospital, numa tentativa de derrotar Aécio Neves na presidência da república. 

Portanto caros irmãos simios. Fiquem tranquilos. O hospital é excelência em higiene. Não há nenhuma possibilidade de morrer ali dentro pelos mesmos "germes" que já foram devidamente despachados. 

Francisca Barrero garante!

3 comentários:

  1. Seria cômico se não fosse tráfico, digo, trágico.

    ResponderExcluir
  2. Ao invés de mandar 21 faxineiros embora (vê-se que com a infecção hospital estão fazendo falta), agora é só mandar a Diretora Francisquinha embora, e de quebra, mais uns assassinos...

    ResponderExcluir
  3. Ai Senhor Prefeito, continue a mandar grana lá para a Santa Casa da Morte de Poços de Caldas.

    ResponderExcluir