Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Conselho Nacional de Justiça é o meu Danilo Gentili particular

Fiquei fã da página do CNJ no Facebook. Os caras postam até em feriado. O CNJ deve estar gastando um bom dinheiro pagando alguém para ficar postando asneiras. Mas eu gosto. Me divirto muito com a cara de pau desta instituição.

Como exemplo vou citar este post.


Não é engraçado? ahahahahahaha.. Eu estou derretendo de tanto rir.

Vamos lá! Vou explicar o que é Habeas Corpus.

Um Habeas Corpus nada mais que um recibo que alguém obtém após pagar propina para alguns desembargadores e voltarem livres para casa. Não é um instrumento para defender o direito de liberdade, principalmente quando alguém está condenado. 

Se prisão temporária ou preventiva é ilegal como afirmam alguns Habeas Corpus, então que se mude a lei para abolir tais prisões. Vamos colocar na cadeia só quem é condenado. 

Tanto é verdade que as cadeias brasileiras estão lotadas de pobres. Eles não podem pagar um Habeas Corpus para sair. Tem gente que rouba manteiga e fica 3 anos presos. Tem gente que mata criança e vende órgãos e fica 30 dias. Alguns fogem e compram o Habeas Corpus durante a fuga. 

Para análise do pedido de Habeas Corpus, basta anexar o comprovante de depósito na conta dos desembargadores ou na conta dos intermediários. Sim meus caros, muitos desembargadores possuem seu personal broker, que é o cara que negocia com os bandidos e recebe a grana em nome dele.

Habeas Corpus é a ferramenta mais eficaz criada para tirar quem tem dinheiro da cadeia. Pagou vai pra casa!

O Conselho Nacional de Justiça é o meu Danilo Gentili particular. É o meu show de Stand-up on line. As piadas nunca se repetem e são publicadas quando menos espero. Eles têm alegrado meus dias. 

Eu acho que vou criar um blog só com os posts do CNJ para me divertir bastante.

5 comentários:

  1. Realmente, esta publicação do CNJ não passa de uma grande piada de péssimo gosto, pois só mesmo idiotas brasileiros para acreditar que um pobre possa ter um pedido de Habeas Corpus deferido por esse Judiciário elitista e covarde; HC preventivo ou liberatório só é um remédio heróico constitucional para os endinheirados que podem pagar "competentes" advogados que fazem o sistema girar, pois para os cidadãos pobres lascados o HC não passa de um perverso veneno jurídico. Quando fui ilegalmente forçado a servir em São Paulo, após sofrer uma punição disciplinar arbitrária, busquei minha liberdade por intermédio de um HC, que eu mesmo confeccionei e impetrei junta a "honrada" Justiça Federal Paulista, porém sabem o resultado: a Juíza Federal, uma ex-analista processual do MPF-SP, simplesmente, como se diz no Exército, CAGOU NA MINHA CABEÇA!!! A tal gratuidade, na verdade é uma grande farsa, pois nos tribunais tupininquins o POBRE NÃO TEM VEZ, ou melhor, MANDA QUEM TEM DINHEIRO, OBEDECE QUEM É POBRE. Sgt Luciano Silva

    ResponderExcluir
  2. Gratuito? Hahahaha, nem água é gratuita nos nossos tribunais!

    ResponderExcluir
  3. Os absurdos não param por aí, sabe aquela historinha cínica de Estado Social Democrático de Direito; a farsa do pleno e irrestrito acesso do jurisdicionado à Justiça brasileira; da defesa da dignidade da Justiça entre outras baboseiras prolatadas por vários hipócritas da toga, tudo não passa de um grande deboche dessas autoridades com o povo. Há mais de três anos atrás uma Juíza Federal de São Paulo, cujo nome será revelado em momento oportuno, tentou me forçar a tirar cópias de um processo de mais de 100 páginas como forma de me prejudicar ainda mais financeiramente, pois o custo de uma única xerox na humana e gratuita Justiça Federal em São Paulo era de cerca de R$ 0,45, enquanto em qualquer boteco do centro daquela mesma cidade uma cópia custava no máximo R$ 0,10. Daí, concluirmos que a Justiça brasileira além de não ter nada de gratuito, ainda lucra com a desgraça dos pobres. Um assalto descarado e que ninguém pode contestar, sob pena de perseguições. Siga em frente Paulo! Sua luta é a de todos nós brasileiros de bem, cansados de todas essas desumanidades e podridão dessas instituições brasileiras, tanto as civis como as fardadas e armadas. Sgt Luciano Silva - Temente a DEUS!

    ResponderExcluir
  4. Paulo,
    Essa semana eu vi aquele médico Jefferson, o Jaspion mafioso, entrando numa clínica no jardim dos Estados. Acho que é onde ele já trabalhava antes.
    Houve revogação da prisão domiciliar? Você sabe de algo?

    ResponderExcluir
  5. Está todo mundo liberado. Não tem mais nada que os impeça de fazer o que quiserem. A justiça concedeu tudo o que eles pediram. Talvez mandem prender o Paulinho.

    ResponderExcluir