Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Juri popular. A fraude nos tribunais brasileiros.

Todos ja ouvimos falar sobre o temivel Juri Popular. O Juri Popular nada mais é que um julgamento de um criminoso, cuja decisao ficara sob responsabilidade da sociedade, representada por jurados, sorteados pelo tribunal. Correto? 

Nao!

Voce pode inscrever-se no tribunal da sua cidade para ser um jurado. Ao contrario do que eu imaginava, nao é feito um sorteio, por exemplo, com base nos titulos eleitorais, ou atraves do banco de dados de CPFs da Receita Federal. Voce se inscreve e é "sorteado" (ou nao) a participar. 

E o que isto implica?

Se fosse em um pais serio nada, pois o jurado, se descoberto, correira riscos de sançoes penais. Em um pais como o Brasil, a coisa muda de figura. Nao pega nada! E vou demonstrar mais uma vez, que nao estou falando sob hipotese.

O seu Jose e a dna. Maria, que moram na periferia de Poços de Caldas, lutam diariamente pelo sobrevivencia, trabalhando horas a fio, sem tempo para outras coisas. Eles nunca irao se inscrever no tribunal para ser um mebro do corpo de jurados, nem tao pouco farao parte de alguma possibilidade de sorteio amplo, ja que eles nao existem. Ja os funcionarios publicos que possuem uma vida muita mais tranquila, tem tempo de sobra para isso, e se inscrevem. Em tese, isto é uma pre-seleçao que se faz, excluindo boa parte da sociedade brasileira neste processo. Raramente teremos, por exemplo, um gari como jurado. O povo dificilmente fara parte de um juri. 

Vamos a pratica?

Eu tive acesso atraves de publicaçoes na internet, da lista de jurados que participariam do Juri Popular dos medicos que mataram Paulinho. E para a minha surpresa, nada boa por sinal, descobri algo interessante. 

Vejamos:

- A grande maioria é de funcionarios publicos, recebem salarios da prefeitura de Poços de Caldas, que inevitavelmente estao ligados a politica da cidade, que por sua vez apoia os assassinos abertamente.
- Um jurado é funcionaria de um dos hospitais envolvidos - Pedro Sanches.
- Duas sao enfermeiras.
- Uma tem amizade pessoal com a esposa de um dos medicos pelo Facebook.

Nao é dificil arriscar um resultado nao é mesmo? ABSOLVIDOS!

A situaçao nao muda caso o juri seja realizado em Belo Horizonte. Alias, a situaçao favorece muito mais a mafia por la e é por isso que os advogados ficaram, digamos, felizes com a possivel transferencia do juri. Belo Horizonte é a cidade politica de Carlos Mosconi, que possui amplo dominio politico, com acesso inclusive aos tribunais. Nao sera dificil usar - novamente - funcionarios publicos que devem se inscrever para fazerem parte do juri.

Certa vez, em Poços de Caldas, um advogado me convidou para ajudar a absolver um acusado de homicidio que deveria ir a juri popular. Obviamente recusei a oferta. Nao havia nenhum suborno financeiro. Era apenas um pedido de favor, que por si so ja é um suborno de carater. Como eu nao aceitei, nao soube como deveria proceder e nem como funcionaria. Mas fiquei por algum tempo pensando naquilo. Como um advogado me convida para ser juri em favor de um acusado? Seria possivel isso? Eu nem conhecia o reu e muito menos a historia dele.

Hoje eu entendo que nao so é possivel, como acontece de fato! No Brasil voce manipula tudo o que voce quiser. Tudo é possivelmente corruptivel e nao ha nenhum mecanismo que voce possa acionar para impedir isto. Como se diz no Brasil: Afinal é assim mesmo!

Por que entao o juri foi transferido, se ja estava tudo certo?

Nao é tao simples assim. Em Poços de Caldas, seria facil descobrir o esquema. As pessoas se conhecem. Apos o julgamento, um ou outro seria descoberto. Ja em Belo Horizonte isto se torna mais dificil. 

E como conseguiram a transferencia?

Simples. A associaçao dos medicos de Poços de Caldas, a Associaçao dos medicos de Minas Gerais e os Conselhos de Medicina, foram instruidos a infringir a lei. Para isto, usaram volumosas quantias de dinheiro para fazer veicular em horario nobre da TV e em TODOS os jornais da cidade, comunicado mentiroso sobre a inocencia dos reus. De acordo com as leis brasileiras isto fere o principio de isençao dos jurados e contamina qualquer decisao que possa ser alcançada. Diante disto faz-se necessario a transferencia do juri. E neste caso, a unica possibilidade seria transferi-la para Belo Horizonte, onde desejava Mosconi que o caso fosse julgado!

Sobre esta manobra, escreverei um post mais tarde, com provas e documentos. 

Tudo indica que o julgamento sera uma das maiores farsas ja produzida pelo judiciario brasileiro em todos os tempos. Esta tudo sendo articulado para absolviçao dos medicos, e muito dinheiro esta sendo investido nisso. 

No proximo post, detalhes sobre esta incrivel organizaçao criminosa que vai alem de nossas inferteis imaginaçoes.

E voce, assim como eu, pensando que a coisa é seria nao é?
Nada. Isto é Brasil. Nao vai mudar nunca. Sera assim por toda a eternidade.

2 comentários:

  1. Rosangela Veronesi27 de agosto de 2014 16:02

    "Somos reféns das más consciências que santificam BANDIDOS"

    ResponderExcluir
  2. Os médicos estavam prontos para serem "absolvidos" pelo júri amedrontado da cidade de Poços, verdadeiro "caldeirão do demônio".

    ResponderExcluir