Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

domingo, 24 de agosto de 2014

Menos de 1% dos médicos denunciados a conselho são punidos

Pois é... Tem um grupinho ai que vive falando que os medicos que mataram Paulinho foram absolvidos pelos conselhos. Com o caso do Abdelmassih, o G1 publicou reportagem sobre o assunto, que pode ser lida aqui.

Em São Paulo, de 2010 a 2013, o Cremesp recebeu entre 10 mil e 15 mil denúncias. Os registros de 33 médicos foram cancelados e apenas 14 dessas cassações foram confirmadas pelo conselho federal. Duas dessas denúncias, entre elas uma contra o Abdelmassih, eram de abuso sexual.

Em Minas Gerais os numeros devem mostrar uma situaçao muito mais favoravel aos medicos, ja que neste estado ha uma verdadeira mafia da saude. 

Os medicos que mataram meu filho agora podem se orgulhar! Eles fazem parte dos 99,1% dos medicos absolvidos por estes conselhos. Na reportagem, uma das vitimas revela que desisitiu de entrar com processo no CREMESP pois na primeira tentativa teve a impressao de que ela estava sendo julgada como estupradora do medico. O CREMESP recebeu denuncia contra Abdelmassih muitos anos antes de toda a historia vir a tona. E o CREMESP ARQUIVOU dizendo nao ter encontrado nada.

Se todos os bandidos fossem julgados pelos seus pares, como sao os medicos, as cadeias brasileiras estariam vazias, ou cheias de vitimas. 

Nao é de se estranhar que tentem tanto colocar a culpa em mim por ter denunciado. Este é a forma como eles agem. Culpar a vitima e livrar os bandidos. 

Neste caso, fica claro tambem a participaçao da justiça na proteçao aos bandidos medicos. Uma das vitimas esta entrando com um processo contra desembargadores e até contra o Ministerio Gilmar Mendes. Fica claro tambem que no Brasil a luta nao é contra o crime praticado e sim contra o Estado que tem sido um grande protetor dos bandidos em detrimento da vida de diversas pessoas e suas familias. 

Lugar de medico bandido é atras das grades! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário