Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Domingo Espetacular

Esta foi a reportagem exibida ontem, pelo Domingo Espetacular.


A imprensa é mesmo estranha. Quando os medicos foram condenados, programas importantes como este nao falaram nada. Quando os medicos foram presos, o silencio persistiu. Quando soltaram os medicos, decidiram fazer a reportagem. Se tivessem feito antes, provavelmente os medicos estariam presos. 

Ainda nesta semana, o CRM-MG (Conselho nazista de medicina) publicou uma defesa aos medicos em um jornal de BH. 

Enfim, esta ai a reportagem.

9 comentários:

  1. Olá Paulo, ví a reportagem ontem e estou revoltado, quero contribuir naquilo que eu puder contra esse monstros e envocar a força espiritual encima desses 3 médicos, meu email é:
    ilenando@ig.com.br se quiser manter um contato mais próximo.
    Abraço, ásé e parabéns pelo blog que está mexendo profundamente nesse crime !!!


    ResponderExcluir
  2. Realmente a triste historia do Paulinho é só a ponta do iceberg, existe muito mais sujeira por debaixo do tapete, do que imaginamos!
    Lamentável.

    ResponderExcluir
  3. Me Revolta ver a feição destes bandidos destes criminosos saindo da prisão.
    Em especial do Sergio Poli, sendo recepcionado por sua Mulher Simone, com aquele soriso de impunidade.
    ambos participaram do meu parto e meu filho foi morto no mesmo hospital A SANTA CASA DE POÇOS DE CALDAS, sem receber medicação na UTI NEO NATAL, com a ajuda da pediatra Mara.
    Mais um caro arqiovado no CRM de MG.

    Frustração, decepção, impotencia... Até quando?!

    Não desista Paulo. Por seu filho, por nossos filhos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Polly. Voce é apenas mais uma vitima de um Hospital afundado na lama da corrupçao comandada por CARLOS MOSCONI. Ele vem se nutrindo do sangue dos pacientes de Poços de Caldas e de outras regioes. Todos sabem o quanto ele tem desviado de recursos publicos, deixando a Santa Casa sem a condiçao minima necessaria para atender a populaçao. Tudo é um faz de conta imenso. E é por isso que os medicos estao fazendo este barulho todo. Todos se beneficiam das mazelas da saude da cidade. Sinto muito pelo seu filho. Precisamos juntar forças, mas toda vez que tentei isso, percebi que as pessoas tem muito medo. E com razao.

    ResponderExcluir
  5. Também vi a matéria!



    Mas o caso de um ladrão de galinhas não foi arquivado...

    STF não arquiva caso de ladrão de galinha.

    O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido de liminar para arquivar ação penal contra um homem acusado de roubar um galo e uma galinha, avaliados em R$ 40. Segundo o ministro, o caso deve ser resolvido no mérito do habeas corpus, após manifestação do Ministério Público.

    O caso chegou ao STF após percorrer todas as instâncias do Judiciário. Segundo a denúncia, Afanásio Maximiniano Guimarães tentou roubar uma galinha e um galo que estavam no galinheiro da vítima, Raimundo das Graças Miranda.

    Depois o ocorrido, a Defensoria Pública pediu ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que o processo fosse declarado extinto, uma vez que o acusado devolveu os animais. Apesar do pedido de aplicação do princípio da insignificância para encerrar o processo, a Justiça de Minas e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), última instância da Justiça Federal, rejeitaram pedido para trancar a ação penal. (...)

    fonte: http://portaljj.com.br/interna.asp?Int_IDSecao=1&Int_ID=225232

    MG está tirando de Florianópolis o título de terra de casos e ocasos raros... É mole o TJMG levar adiante o roubo de uma galinha e de um galo e dar mole para casos piores?

    ResponderExcluir
  6. pois é, infelismente as pessoas assistem apenas como uma hostoria alheia, uma reportagem de "entreterimento", poucos, minimos são capazes de compreender que ESTA LUTA POR ESCLARECIMENTO NÃO É SÓ POR SEU FILHO, É POR NOSSOS FILHOS, que nasceram e estão por vir, por nossos pais, vizinhos pessoas que amamos...
    Precisamos descruzar os braços e ir a luta custe o que custar... É CLARO É NITIDO O ERRO COMETIDO, e como disse o Carlos ou o Celso não me recordo, " é um procedimento feito em todo o brasil então estão todos cometendo crimes"... SIM é uma rede fraudulenta criminosa, protegida por parte desse governo podre que nos rege... Somos a maioria e esta luta .. Sua luta e empenho é pelo direito de cada um de nos, Por que infelismente o Paulinho não volta mais, mas e os outros "Paulinhos" que ainda estão aqui, e precisarão usar desta rede de saúde? Serão destinados ao mesmo fato?!
    Parabéns por não se anular, e conte comigo, não sei o que posso fazer, mas se cada um fizer sua parte, veremos mudanças...

    ResponderExcluir
  7. Polly, sinto muito pela sua perda!
    Ironia macabra vc ter o mesmo sobrenome do dito cujo...
    Um dos sujeitos mais arrogantes que já tive o desprazer de conhecer.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Paulo, me desculpe escrever fora do tema do post mas acabei de ver a reportagem na TV Plan com o Juiz Narciso Alvarenga, sobre a máfia dos transplantes, não sei se tem conhecimento desta matéria se não, gostaria de informa-lo.
    Parabéns ao juiz! Sabe que ouço muito.. mas muito msm, dizerem que o "juiz é louco".
    Aos ignorantes, o que é ser louco diante de crimes como este e vários outros?
    É fazer o certo, é punir o que tem que ser punido, é prender bandido, mafioso, político SIM, médico assassino também!
    AHHHH se todos fossem loucos como Dr. Narciso! O Brasil seria melhor!
    Parabéns a quem faz justiça! Parabéns a você Paulo por tamanha coragem, muito mais força para vc e sua família!

    ResponderExcluir
  9. Ouviu sobre esta matéria por aí, Paulo? O risco está em toda a parte, né?

    http://izidoroazevedo.blogspot.com.br/2014/04/medico-errou-diagnostico-e-quase-matou.html
    sexta-feira, 4 de abril de 2014

    Médico errou diagnóstico e quase 'matou' paciente em coma
    Um médico sueco quase matou seu paciente em coma por antecipar o diagnóstico de morte cerebral e ter pedido a doação dos órgãos à família.

    Jimi Fritze, 43 anos, só teve a vida salva porque outro médico, que retornou de férias, achou conveniente avaliar melhor suas condições, descobrindo que ele não estava “tão mal”, segundo informações do Daily Mail.

    Sueco errou no diagnóstico de morte cerebral e chegou a pedir a doação dos órgãos à família

    Numa situação atípica e rara, o paciente conseguiu se recuperar após três semanas do diagnóstico errado depois de receber tratamento com cortisona – o que fez seu cérebro desinchar. Fritze conta que se lembra de ouvir o médico perguntar à sua namorada se os órgãos poderiam ser doados, mas não conseguia reagir, paralisado.

    Fritze sofreu uma hemorragia cerebral durante uma viagem e demorou a ser hospitalizado. Ele conta que, por sorte, sua namorada é enfermeira e conseguiu mantê-lo acordado enquanto esperavam ambulância. O paciente disse que quer processar o hospital pelo erro médico que quase o matou.

    ResponderExcluir