Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Um dia da caça....

Outro da pesca!

Quem leu o meu livro pode perceber como funcionou a CPI do trafico de orgaos. Os acusados foram tratados como reis. E as vitimas tratadas como bandidos. Na politica, sabemos que no Brasil vale tudo. Mais vale um acordo com o diabo, que a bençao do Papa. A Petrobras nao me deixa mentir.

Durante o meu depoimento fui atacado por todo mundo. Um dos ataques me marcou muito. Foi do deputado federal - padre - Luis Couto. Ele trazia um calhamaço de e-mails meus, impressos fornecido por Geraldo Thadeu, que como todos que conhecem a minha historia sabem, estava ali para defender os injustiçados medicos.

Os e-mails ainda devem estar la para quem quiser ler. Basta pedir ao Geraldo Thadeu. Tinha ofensas sim! Tinha toda a minha revolta estampada sim! E tudo o que escrevi, disse durante a CPI, nao retirava e nao retiro nenhuma palavra. 

Luis Couto sacava um a um e me fazia perguntas na tentativa de me deixar constragido, e eu respondia a todas as suas perguntas, sem me esquivar, ou usar as desculpas dos medicos: "Eu escrevi mas nao era isto que eu desejava escrever". Eu dizia: Escrevi sim! Fui eu! E repito agora se o sr. quiser.

O tempo passa, o tempo voa (o Bamerindus ja faliu), e me surpreendo hoje com um pronunciamento do Deputado Padre Luis Couto. Eu decidi reproduzi-lo aqui. A nota esta publicada no site PT na Camara.

Deputado Federal Luis Couto
Luiz Couto elogia condenação de médicos envolvidos com tráfico de órgãos

O deputado Luiz Couto (PT-PB) parabenizou em pronunciamento no plenário a decisão da Justiça de Minas Gerais que condenou, na cidade de Poços de Caldas, três médicos por envolvimento em tráfico de órgãos. “A boa justiça foi realizada e isso é fundamental. Quem comete essas atrocidades merece, sim, estar na cadeia e ficar lá o tempo necessário para que possa se arrepender do crime”, afirmou o petista.

Os médicos urologistas Celso Roberto Scafi e Cláudio Rogério Carneiro foram condenados, respectivamente, a 18 anos e 17 anos de prisão em regime fechado e o anestesista Sergio Poli Gaspar foi condenado a 14 anos.

Os médicos foram condenados pela morte de Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos, que caiu do prédio onde morava, em abril de 2000. Segundo o Ministério Público, o menino foi levado para o pronto atendimento da cidade e, além de passar por procedimentos médicos inadequados, teve os órgãos removidos para transplante por meio de um diagnóstico de morte cerebral forjado.

Ainda de acordo com o deputado Luiz Couto, os médicos retiravam órgãos e tecidos de pessoas vivas. “Podemos não entender esse tipo de crime relacionado ao tráfico humano, mas não podemos permitir tanta brutalidade, tanta selvageria e tanta covardia psicopata destas pessoas capazes de cometê-los”, enfatizou o parlamentar petista.

Como disse no começo deste post, um dia da caça, outro da pesca!

2 comentários:

  1. Paulo, boa noite!! Com esse pronunciamento o que você acha que vai mudar ?! Será que os demônios vai agora para cadeia?! Eles estão trabalhando em pocos ?!

    ResponderExcluir
  2. Paulo em ano de eleição tudo vale,independente do partido,essa corja de políticos do Brasil é tudo farinha do mesmo saco e pelo brasileiro ser um povo sem memória (tento não me incluir,mas as vezes peco)é de suma importância, que você esteja sempre colocando o que esses políticos fazem e falam ANTES DA ELEIÇÃO(VENDEM ATÉ A ALMA PARA O DIABO) e como as falas e posturas deles mudam instantaneamente DEPOIS DA ELEIÇÃO ,ACORDA BRASIL!!!!Abs Cintia(Belém-PA)

    ResponderExcluir