Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

domingo, 17 de maio de 2015

É seguro ser doador de órgãos?

Segundo o site MDSAUDE é sim! Mas eu acho que não é seguro mentir. Pode ser desmascarado e é exatamente o que vou fazer agora. Pare ler a matéria completa clique na palavra MDSAUDE acima. Neste texto, vou citar apenas um parágrafo e nem vou perder tempo com outros. 
MDSAUDE: Existem alguns mitos e preconceitos em relação a doação de órgãos.
MDSAUDE: Algumas famílias usam motivos religiosos para não autorizar a doação. Na verdade, não há nenhuma religião, nem mesmo as testemunhas de Jeová (deixou de considerar o transplante de órgãos como canibalismo em 1980), que se oponha ao transplante de órgãos.
Verdade! As testemunhas de Jeová dobraram os joelhos nos anos 80 e passaram a aceitar de forma surpreendente o transplante de órgãos. Vale lembrar que até hoje a transfusão de sangue não é permitida. Para saber mais sobre esta mudança das testemunha de jeova, leia este texto "Transplante x Religião". Pagando bem, as religiões fazem qualquer negócio, ou será que Jeová foi consultado e aprovou as cirurgias?
MDSAUDE: Não sou religioso, mas acho difícil imaginar que Deus prefira ver um órgão apodrecer e servir de alimentos para vermes, do que fazer com que o último ato de um ser humano seja salvar uma ou mais vidas, tirar pessoas das máquinas de hemodiálise ou devolver a visão a quem não enxerga. Difícil defender que um ato de tamanha bondade seja errado.
Também não sou religioso, e nem posso ser. Como Deus pode aceitar o assassinato de um paciente como o meu filho de 10 anos de idade para servir de reposição de peças à outras pessoas em troca de dinheiro? Como Deus pode aceitar milhares de crianças sendo vítimas de pedofilia em todo o mundo, sem fazer nada para protegê-las? Diante destes fatos, não vejo que Deus esteja preocupado com o que os vermes estão comendo. Exceto se os transplantistas garantirem que Deus tem um carinho especial pelas cirurgias de transplantes. Usar Deus é um golpe baixo, mas funciona. Não conheço nenhuma igreja pobre, mas pobres da igreja posso lhe apresentar alguns milhares.
MDSAUDE: Algumas pessoas temem que a retirada de vários órgãos deforme o corpo doente falecido. A remoção dos órgãos deixa a mesma cicatriz que uma cirurgia deixaria. Não há nenhuma diferença para o velório, que pode ser inclusive com urna aberta.
Nisto eu sou obrigado a concordar. É uma grande bobagem a preocupação com o estado do morto, após a retirada de órgãos, até porque, quem garante que todo morto está com todos os seus órgãos internos? Se você passou pela perda de alguém querido em um acidente, por exemplo, como pode ter certeza que não lhe retiraram um rim? Impossível! O trabalho é bem feito. Familiares não tem permissão para checar isto. Se disserem que o corpo está completo, somos obrigados a aceitar. Ou alguém vai abrir um parente morto durante o velório para se certificar?? Os traficantes sabem muito bem disso!
MDSAUDE: Existe também um medo de que os médicos não se esforcem para salvar um doente sabendo que este é um potencial doador. Isso é um absurdo! Os médicos que trabalham nas emergências não têm qualquer relação próxima com as equipes de transplantes e não recebem nenhum tipo de incentivo ou vantagem se houver uma doação de órgãos.
Hummm... É mesmo?? Vejamos! Na reportagem de 20 de maio de 2009 da Revista ISTOÉ (clique aqui para ler) podemos ler o seguinte parágrafo:

No Brasil, existem 1.282 equipes habilitadas em 937 hospitais para realizar tais procedimentos. O mais grave é que o MP paulista descobriu que muitos desses funcionários recebem comissão para conseguir os órgãos.

Como é?? O MP descobriu funcionários que recebem comissão para obter órgãos??? Nenhuma vantagem??? Vamos falar um pouco mais sobre isto. Quanto um médico recebe por uma cirurgia cardíaca e quanto recebe por um transplante de coração?? Eu respondo. Há alguns anos, quando pesquisei sobre o assunto, descobri que uma cirurgia cardíaca rendia ao médico pouco menos de R$ 1.000,00. Na mesma época, um transplante cardíaco gerava mais de R$ 150.000,00 por um único procedimento (sem contar as consultas frequentes de pós transplantes). Isto não é um incentivo para preferir um transplante do que salvar uma vida??

Dinheiro, meus caros leitores, não leva desaforo e compra o que pensávamos que não tinha preço. Nada no mundo inteiro não se dobra diante de uma boa quantidade de dinheiro.  Ou você acha que os traficantes de drogas se arriscam a vender plantinhas (maconha) só por emoção?
MDSAUDE: Além disso, durante o procedimento de ressuscitação, quase nunca temos conhecimento de detalhes do histórico clínico do doente para sabermos se este poderia ser doador ou não. Só depois de constatado a morte cerebral é que o paciente passa pela bateria de testes para avaliar a possibilidade der ser doador. E a maioria das pessoas mortas não servem para doadores.
Ora doutor. Não é apenas na ressuscitação que se analisa isto. O paciente quando entra no hospital, tem como procedimento inicial a colheta da sangue. Basta fazer uma análise e compará-la a uma lista de pacientes a espera de um órgão para saber se são ou não compatíveis. Se não for, basta localizar em listas paralelas como acontecia em Poços de Caldas e fazer o transplante. Isto não justifica a absurda afirmação de que tráfico de órgãos não existe. No mundo todo já se admite que isto é possível. Mentir para os brasileiros não funciona mais. Se no mundo todo fazem é porque é possível. 
MDSAUDE: Existe um outro mito, que fala sobre o tráfico de órgãos. Quem nunca recebeu o e-mail do cara que acordou em uma banheira de gelo sem os dois rins. O transplante de órgãos é um dos procedimentos mais complexos da medicina. A quantidade de profissionais e material necessário e muito grande. Não é um aborto que pode ser feito em qualquer “trambiclínica”. Além disso, um órgão retirado desta maneira não passaria pela tipagem do HLA e pelo cross-match já que não é qualquer laboratório que tem capacidade para realizar esse exame. Um processo destes envolveria uma quantidade enorme de pessoas o que provavelmente nem seria lucrativo para os marginais.
Caro doutor. Esta tática já está mais do que esclarecida. São boatos para que as pessoas aceitem que tráfico de órgãos não existe. Ninguém tem os rins roubados em uma banheira. O roubo é dentro de uma UTI onde toda a tecnologia está disponível. E nem precisa de uma banheira cheia de gelo. Basta avisar a família que o paciente morreu e tudo está resolvido. Ninguém desconfia que isto seja feito em um hospital.

Quanto a complexidade do procedimento, convenhamos doutor. Há muitos procedimentos complexos sendo realizados em hospitais do SUS, sem a mínima condição, com falta de higiene e sem material e medicamentos adequados. E mesmo assim são realizados. Pacientes que deveriam estar num ambiente seguro, são espalhados nos corredores dos hospitais como se fossem peças de açougue. Agora quer nos convencer que só operam em locais de primeiro mundo?? Como fazem com as cirurgias no cérebro nos hospitais que conhecemos hoje?? Não são de alta complexidade tais cirurgias?

Insisto. O lucro do tráfico de órgãos é alto, pois quem paga é o Governo. Os médicos não desembolsam nenhum centavo. Desde a retirada até o implante são pagos pelo Governo, que sabe que tudo isto é feito. Até as consultas pós transplantes e remédios são pagos pelo Governo. Os exames HLA e tipagem também são pagos pelo Governo e nenhum laboratório especializado se negará a fazê-los. Tudo pelo lucro.


Transplantistas, chega de mentiras. Admitam! Vocês enxergam o transplante como um comércio e utilizam uma estrutura enorme de manobras e mentiras além do bom coração dos brasileiros para ganhar muito dinheiro, sem se importarem com os resultados.


2 comentários:

  1. Mataram o Carlão pq ele grampeou os ambientes e ouviu lá as negociações do tráfico dos órgãos (25 mil as córneas do Paulinho)... imagina outros órgãos? Ou esse "povo" da justiça acha que foram míseros 600 reais de doação de hospital de Campinas ?

    ResponderExcluir
  2. Vc demoliu os argumentos destes hipócritas um por um!
    PS.: Paulo, sei que depois do que aconteceu fica difícil crer em Deus, mas eu fico pensando: será que Deus não permitiu que isso acontecesse com vc para que, através dessa sua luta hercúlea, milhares de outras pessoas ficassem sabendo dessa prodridão? Pois eu mesmo sou um que só ficou sabendo dessa coisa de tráfico de órgãos através do seu blog.
    Outra coisa que penso: Deus sabe que se isso acontecesse comigo eu teria feito três coisas: ou eu enlouqueceria, ou eu me mataria ou eu mataria todo mundo naquele hospital com dinamite.
    Mas Deus sabe que vc tinha forças pra suportar isso. Te admiro muito, cara. Nunca desista e saiba que vc tem em mim um grande amigo e admirador.
    PS: I ever write to you, but I think you don't knew that I speak english, too!
    God bless you.

    ResponderExcluir