Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Mais uma vítima de Álvaro Ianhez - Não percam a conta

Ao acabo de receber está mensagem no meu blog.  É mais uma vítima de Álvaro Ianhez, o assassino perigoso. Por onde Álvaro Ianhez passa, deixa um rastro de mortos e incapacitados. Este vagabundo é protegido por autoridades. A responsabilidade pela morte de pacientes é da justiça brasileira que se nega a julgá-lo. Enquanto isso, este psicopata vai fazendo novas vítimas. 

Estas mortes seriam evitadas se o TJMG não fosse corrupto e julgasse o assassino como prevê a constituição. Eles estão frequentemente adiando o julgamento até que o caso prescreva. Estamos diante de um tribunal covarde, cheio de vagabundos.

Vale a pena ler o texto:

Caro Paulo
Saudações
Pagamos por um plano de saúde caro para ser atendido por assassinos e despreparado para lidar com vidas. Onde Alvaro Ianhez "passa" acontece episódios cabulosos de "morte encefálica" e outras mortes sem a "menor explicação". Há quatro anos minha esposa fez cirurgia e teve complicações.
A principio parecia tudo sob controle (segundo os médicos) mas quando ela deu entrada na UTI tudo ficou desfavorável. Passou uma semana internada a perdemos. Perdi minha esposa porque confiávamos muito nas palavras do médico. Houve um assédio muito grande por parte das assistentes sociais do hospital para que eu autorizasse a retirada dos órgãos da paciente ainda no primeiro dia em que ela deu entrada na UTI.
Na época não sabia o que estava acontecendo nem imaginava que se pudesse induzir um paciente ao coma para fins de retirada de órgãos. Hoje sei que por dinheiro esses assassinos são capazes de fazer tudo! Consultei diversos advogados para entrar com ação junto ao hospital, mas estranhamente quando eu revelava detalhes do caso eles diziam que não podiam me ajudar. 
Manaus está em plena campanha a favor da doação de órgãos mas é uma pena que tudo isso não passa de publicidade. Ianhez fez escola nesta terra em tudo se fala que doar órgãos é bom...Aos desavisados todo cuidado é pouco. 
Estou pensando em lançar um livro com todas as histórias que recebo sobre vítimas de Álvaro Ianhez. O Doutor morte brasileiro, não tem qualquer sentimento pelo seus pacientes. Há um rastro de sangue abençoado pelas autoridades que seguem os passos de Ianhez.



Nenhum comentário:

Postar um comentário