Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sábado, 24 de maio de 2014

Juri Popular marcado para 31 de julho de 2014

Segundo o G1, estao marcado o juri popular do caso Pavesi, para o dia 31 de julho de 2014. Imagino o que a mafia ja esta fazendo para mobilizar as suas bases. Pela primeira vez na historia do Brasil, Deus vai a julgamento. 

Este Deus - nao por sua caridade com os pacientes, mas pela sua capacidade de decidir quem vive e quem morre - é o famoso desconhecido Alvaro Ianhez. 

Ianhez faz parte da realidade brasileira. Ele comandava tecnicamente todo o esquema, faturava em todas as pontas e so responde pelo caso Pavesi. Ja foi absolvido - nao se sabe como (ou sabemos muito bem) - dos crimes de estelionato e concussao.  Ianhez chega ao tribunal como um vitorioso. Responsavel direto pela morte de varios pacientes, assiste a condenaçao de muitos de seus colegas de um local privilegiado. Longe das grades e principalmente longe da midia. 

Vamos conhecer um pouco da historia deste sujeito?
Para tanto, basta dar uma pequena olhada neste depoimento de Neide Barriguelli durante a CPI do Trafico de Orgaos. Neide foi a Presidente da federaçao dos renais cronicos do Brasil. 
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - (...) A senhora citou, quando lia aquele processo, o nome de Luiz Estevam Ianhez. A senhora conhece o caso de Poços de Caldas e Piracicaba...
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Conheço...
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - ...do Álvaro Ianhez?
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Conheço. Esse Álvaro é médico lá, no interior. E tinha uma clínica em São Paulo, a Santa Casa de Piracicaba, uma clínica de hemodiálise que a vigilância fechou, interditou. E a Santa...
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - Em São Paulo?
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Em São Paulo, isso há alguns anos. Isso é fácil de ver. Porque hoje a Santa Casa fez contrato com outro grupo, modernizou, tem máquinas moderníssimas, tal. E ele sumiu de São Paulo. Porque aí, quando eu vi que ele apareceu lá em Minas, eu falei: “Ah, é esse cara aí que estava lá”.
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - É ele.
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - É ele.
O SR. PRESIDENTE (Deputado Neucimar Fraga) - Então, ele tinha uma clínica em São Paulo, de hemodiálise...
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Piracicaba. Há muitos anos, muitos anos.
O SR. PRESIDENTE (Deputado Neucimar Fraga) - E foi fechada?
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Ninguém conseguia abrir clínica de hemodiálise em Piracicaba porque ele não deixava. Aí, eu e Leilton brigamos anos e anos e conseguimos botar lá o Pedro de Carvalho, que fez uma clínica linda lá, no Hospital da Cana. E aí todos os pacientes queriam ir lá no Pedro. E aí a regional da Secretaria da Saúde começou a comparar o rendimento das 2 clínicas. E quando nós fomos para a inauguração de uma nova clínica no Hospital da Cana, até o Dr. Guedes falou: “Mas isso aqui não é uma unidade de diálise, é um salão de beleza”. Porque tinha espelhos, muito bonito, um ambiente muito bom. O Pedro, também, pode ser convocado para contar as peripécias lá, em Piracicaba, porque ele conhece bem.
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - A senhora conhece, além dessa clínica, alguma história do Álvaro Ianhez?
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Não, não...
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - Dizem que ele é irmão do Luiz Estevam.
A SRA. NEIDE BARRIGUELLI - Não, eu só vi depois que eu sabia que a clínica tinha sido fechada, surpreendi-me com ele chefe de uma, coordenador de uma central de transplante em Minas, e aí todo aquele caso que a gente acompanha até hoje infelizmente.
O SR. DEPUTADO PASTOR PEDRO RIBEIRO - Obrigado, Sr. Presidente. Estou satisfeito.
Luiz Estevam Ianhez ja foi presidente da ABTO e era membro do conselho da entidade quando Paulinho foi assassinado. Com tenho dito, a impunidade causa isso. Uma clinica fechada pela vigilancia sanitaria, e o uso de seu poder de Deus para impedir que outras clinicas fossem abertas na regiao, para que seus lucros fossem maiores, e nenhuma puniçao! Resultado: Chefe de uma central de transplantes clandestina, e homicidios em serie. 

Apos o escandalo de Poços de Caldas, Alvaro recebeu apoio politico para sair da mira da justiça. Como primeiro passo, foi levado para Manaus onde passou a integrar a equipe de transplantes de la, dando entrevistas para a TV como especialista no assunto. A esposa de Alvaro tambem ganhou um cargo na Secretaria de Saude e ambos passaram a ser sustentados pelo Estado, que em outra regiao o acusava de homicidio. 

Durante a sua estadia em Manaus, o SUS que apontou nas auditorias a existencia de diversas irregularidades e muitos crimes, concedeu ao medico autorizaçao para continuar fazendo transplantes, como se nada tivesse acontecido. 

Para voce que nao sabe ainda em quem vai votar para presidente, fica a dica. Ianhez é o fantoche de Mosconi. Mosconi levou Ianhez para Poços e garantiu a ele toda a estrutura para fazer o que bem fazia: matar pacientes e vender orgaos. A historia começou com o PSDB no governo, mas foi no governo PT, que mesmo conhecendo as peripecias de Ianhez, permitiu que ele continuasse operando. 

Na foto ao lado, esta Wilson Alecrim, na epoca da entrevista, secretario de saude de Manaus, falava sobre o sucesso dos transplantes de orgaos. Ao fundo, Alvaro Ianhez, que aproveitou para dar o seguinte depoimento: 

O clínico Álvaro Ianhez, que integra a equipe de transplantadores, disse que as taxas de sucesso do transplante renal são avaliadas por período. No primeiro ano é de 95% e em cinco anos é de 90%. Ele disse que as etapas mais difíceis são a captação, a abordagem à família e a preparação de todas as etapas para o procedimento final que é o transplante. “Além disso, precisamos manter a população informada e sensibilizada para a doação”.

Entenderam? Alvaro diz que precisamos manter a populaçao informada e sensibilizada para a doaçao!  So mesmo no Brasil um medico que responde por homicidio de um doador poderia falar a imprensa sobre a importancia das familias doarem orgaos.

Em 2013, Wilson Alecrim teve sua prisao decretada por negligenciar atendimento a uma paciente e ignorar decisao da justiça que obrigava a secretaria do estado a fornecer transporte para a mesma, que sofria de cancer na cabeça e no pancreas. 

Ah sim! Alvaro Ianhez tem diversos seguidores e admiradores, que receberam implantes de rins fora da fila, prejudicando milhares de pacientes que aguardavam arriscando a vida, um orgao obedecendo a lei. Nao é possivel saber se Ianhez realmente tinha um indice de sucesso que justificasse toda esta proteçao em torno dele, até porque, os pacientes cujas cirurgias foram uma desgraça, nao podem falar pois estao mortos.

No dia do julgamento havera uma verdadeira festa em defesa de Ianhez na porta do tribunal. Aplausos a medicos soltos com habeas corpus, e o silencio da imprensa ja sao grandes indicadores sobre o que vira. 

Deus deveria envergonhar-se diante de tamanho poder de Alvaro Ianhez.

4 comentários:

  1. Oi, Paulo, tudo indica ( espero estar errada) que será um "dejavu" do julgamento dos medicos assassinos de Taubaté.
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Esse Ianez já teve problemas com a polícia em Manaus, fugiu pra Unai, também teve problemas por lá com o MP e parece que tá morando no interior de SP..

    ResponderExcluir
  3. Paulo, minha solidariedade a você e sua luta. Não conhecia a história de seu filho. Conte com mais um apoiador.

    ResponderExcluir
  4. Olha Paulo,

    Eu não conhecia a história do seu filho até ler uma notícia na internet e numa pesquisa achar o seu blog. Ainda não consegui ler tudo mas com o pouco que li me impressionou a sua obstinação. Eu sou mãe (de um garotinho maravilhoso de um ano) e não consigo nem imaginar a dor que vivem você e os seus. Desejo muita força porque a caminhada é dura.

    ResponderExcluir