Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

CNJ é um agenciador de pedofilia

O CNJ (Conselho Nacional de Jagunços) agora está agenciando pedofilia. Todos conhecem o caso da Juiza Clarice Maria de Andrade, que assinou a prisão de uma garota de 15 anos, jogando-a em uma cela com 30 presos, que a estupraram durante 20 dias.

A juíza serviu um grande banquete aos detentos! Foram 20 dias de todo o tipo de violência contra a menor, observado de perto por carcereiros e abençoados pela justiça brasileira.

Depois de 10 anos do ocorrido, o CNJ resolveu punir a juiza. Ele ficará 2 anos afastada e receberá salário normalmente. A justiça brasileira demonstra que não se importa em passar vergonha no exterior. O mundo todo já sabe que o Brasil é o país da impunidade. Todo o mundo sabe que o Brasil é o país da farra do judiciário, que recebe altos salários e é completamente ineficiente.

Agora todo o mundo sabe que a justiça brasileira também é agenciadora de pedofilia para presos. 
Tente estuprar uma juíza para ver o que acontece! Como dizia Bolsonaro, as juizas brasileiras não merecem ser estupradas. 

10 anos para afastar a juíza por 2 anos recebendo salários. Quer um conselho? Compre um arma e faça a justiça com as próprias mãos. É mais barato, mais rápido, mais eficiente e acima de tudo é muito mais justo.


Se você pretende reclamar com os conselheiros que ganham 30 mil reais por mês, entre em contato, mas observe os horários. Eles trabalham das 12:00 às 19:00 somente e são muito ocupados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário