Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Errei?

Ontem eu publiquei uma notícia sobre roubo de rins. Mas foi tudo esclarecido.

O G1 defendeu a tese de erro médico e eu a tese de roubo dos rins. Mas erramos?

Segundo o hospital, o que aconteceu é que - graças a deus - salvaram a vida do rapaz. O tiro atingiu um dos rins, que foi retirado para que ele não morresse sangrando. Portanto, não foi um erro médico e sim salvaram a vida dele. E também não foi roubo de rim, pois o rim estava danificado, totalmente destruído e não serviria para nada.

Também foi esclarecida a minha dúvida. Eles não contaram para o paciente que o rim foi retirado para não deixá-lo preocupado, e também não entregaram o laudo ou prontuário para que ele pudesse se recuperar em paz. Quando ele descobriu que estava sem um rim, fazendo exames, então o hospital resolveu fazer um laudo as pressas e uma festa de comemoração surpresa:

SURPRESA!!! TIRAMOS O SEU RIM PARA SALVAR A SUA VIDA!!!

O G1 adotou esta versão e já publicou.

Eu, infelizmente não consigo adotar. Foi roubo mesmo!

Um comentário:

  1. isso aconteceu em Manaus. Retiraram um rim "doente" de um paciente que foi operado por apendicite.

    ResponderExcluir