Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Roubo de rins no Brasil está se tornando comum.

Estão roubando rins dentro de hospitais públicos. A impunidade no Brasil garante que o tráfico de órgãos vai crescer muito nos próximos anos. Cuidado ao entrar em hospitais públicos. Médicos estão roubando órgãos. Por sorte o rapaz saiu vivo. Normalmente eles matam.



Certamente a polícia federal, a Sociedade Brasileira de cirurgia plástica e Itamarati devem se interessar pelo caso, como fizeram com as brasileiras na Venezuela.

A imprensa brasileira é corrupta e protege este tipo de crime. Eles estão tratando o assunto como "ERRO MÉDICO" e não como tráfico de órgãos. Isto acontece porque o G1 e as empresas GLOBO recebem uma fortuna dos transplantistas para fazer propaganda de doação de órgãos.


Um comentário:

  1. Bom dia Paulo

    Lamentavelmente, é uma verdadeira pouca vergonha o acontece nesse território chamado Brasil.

    Isso é só um caso que veio à tona, mas imagine o não deve rolar nos hospitais pelo Brasil afora?

    O que entristece e dá nojo é saber que pessoas fizeram um juramento de defender a vida a qualquer custo e se passam para fazer um papelão desses. Uma cambada de vagabundos pilantras que não tem a menor vergonha na cara nem tampouco amor ao próximo.

    Saber que o ser humano que confiou a vida nas mãos e vistas do médico, tem uma família, uma esposa, um filho, um irmão etc., e ao entrar num hospital público para resolver um sério problema de saúde, sai com outro (MUTILADO).

    Eu jamais serei um Juiz de Direito ou Promotor de Justiça, pois essa elite jurídica cínica e hipócrita brasileira me reprovaria em alguma etapa do concurso, principalmente na fase oral, pois sabem que eu iria botar muitos desses canalhas na cadeia.

    Não tenho medo desses filhos da putas, que foram criados soltando pipinhas no ventilador, nunca entraram numa favela repleta de pretos abandonadas pelo sistema corrupto nacional, não sabem o que é andar nesse lixo de transporte coletivo que nos empurram goela abaixo entre tantas outras mazelas sociais que eles de forma covarde fingem não existir.

    Força e sigamos na guerra!!!

    Sgt EB Luciano Silva

    ResponderExcluir