Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

A mafia navegando a todo vapor

Em primeiro lugar, uma boa notícia. Acabo de trocar meu notebook por um mais moderno e que me permitiu instalar um teclado em português, para a utilização de acentos. Não que isto não fosse possível no meu notebook antigo, mas era trabalhoso demais teclar imaginando onde seriam as posições das teclas. Enfim, uma melhoria. Isto vai ajudar muito no 2º livro que estou escrevendo.

Vamos ao que interessa!

A bandidagem não tem mesmo limites. O Brasil perdeu completamente o bom senso e adotou a inversão de valores como base para a justiça. Este texto vai mostrar o que acontece nos bastidores de um processo tumultuado e cheio de vigarices e malandragens.

Como relatei em um dos meus últimos posts, o candidato a Deputado Federal Carlos Mosconi e seu fiel escudeiro Adailton Ramos do Nascimento, entraram com representações contra o Juiz Narciso de Castro da 1ª Vara Criminal de Poҫos de Caldas, por se sentirem ofendidos ao verem seus nomes nos devidos lugares.

As representações foram arquivadas! Não havia qualquer sentido na reclamação dos meliantes, como eu já imaginava. Representaram para não dizer que não se “defenderam”.

Mas a história ainda vai longe. Eles estão tentando ganhar tempo, fazendo com que o processo se alongue o maior tempo possível. E sob este ponto de vista, eles são vitoriosos. São mais recursos, mais discussões inúteis que nada tem a ver com o mérito da questão. Há que se lembrar também que setembro é o mês em que os traficantes fazem a propaganda para doação de órgãos. Não seria bom notícias sobre tráfico de órgãos neste momento. 

Vejamos as últimas peripécias da quadrilha.

Mosconi todo mundo já conhece. Ele é o líder da quadrilha. O braço político que comanda tudo e que tem transito livre no TJMG. Amigo de desembargadores e por ai vai. Adailton Ramos do Nascimento foi o procurador que denunciou os médicos a justiça, protegendo os sócios de Mosconi, e depois tornou-se testemunha de defesa destes que protegeu. Eles entraram com representação contra o juiz por terem seus nominhos estampados nas sentenças, e tais representações já estão devidamente arquivadas. No entanto, o órgão que as arquivou, deixou claro que as sentenças podem ser modificadas. Tudo é uma questão de negociar não é mesmo? Para bom entendedor, acho que a dica foi clara.

Mosconi Insatisfeito

A assessoria de comunicação de Carlos Mosconi também entrou com representação contra o juiz Narciso de Castro pelo fato de ele ter contestado as notas falsas publicadas pelos Conselhos de Medicina. Em outras palavras, a assessoria de Mosconi considera legitimo um Conselho de Medicina contestar uma decisão judicial, mas não acha legitimo, um juiz contestar uma nota falsa de um Conselho pra lá de corporativista. Reparem o ciclo: Mosconi defende os conselhos, que defendem os acusados, que defendem Mosconi, que defende os conselhos...

A próxima é muito legal! Aliás imperdível!

Os condenados Celso Roberto Frasson Scafi e Claudio Rogerio Carneiro Fernandes apresentaram noticia crime em relação ao desaparecimento das chapas de arteriografia, que nunca existiram. Seria o mesmo que eu entrar com noticia crime para apurar o roubo do meu transatlantico com capacidade para 300 mil pessoas. Para a infelicidade destes senhores, em 2007, antes de deixar o pais, contratei um escritório de advocacia para que fizessem cópia do processo na integra, incluindo exames e chapas, e já nesta copia não existia as tais chapas “desaparecidas”. Nem mesmo eu percebi que se tratava de um engodo, descoberto pelo juiz Narciso de Castro. As chapas inseridas no processo foram feitas no Pedro Sanches e não na Santa Casa como alegaram os condenados. As chapas da Santa Casa nunca existiram.

A lógica é bastante simples e primaria. As chapas que alegam ter desaparecido, nunca existiram, assim como não existia o laudo das mesmas, confeccionados durante as investigações para tapar os buracos do crime. Assim como também nunca existiu o laudo da tomografia, realizado 2 anos após a morte também para tapar buracos. Da mesma forma que até hoje não se sabe onde está a tomografia que comprova que o estado de saúde de Paulinho estava longe de ser grave. Agora basta dizer que eles foram roubados, tadinhos, por alguém maldoso e sem escrúpulos. Na lei do crime, escrúpulos tem quem mata criança e forja documentos. 

Em 2010 Mosconi acreditava que tudo seria arquivado, como de fato a promotoria tentou arquivar. Se em 2007 já não existiam tais chapas, por que só agora resolveram fazer a notícia crime? Por que não a fizeram antes? Porque estava tudo acertado para que tudo fosse arquivado. Sendo assim, eles estavam tranquilos, pois haviam enganado a justiça. As chapas nunca existiram da mesma forma que nunca existiram os laudos, que foram confeccionados a toque de caixa durante as investigacoes.

Para a alegria dos condenados, eu sei onde estão tais chapas e vou mostrar o local onde elas ficaram escondidas por todos estes anos, ao final deste texto.

Estranho que não tenham apresentado noticia crime para o desaparecimento da arma que matou Carlos Marcondes, e muito menos pela carta de Mosconi, que solicitava um rim a Álvaro Ianhez. Neste último caso, vale lembrar algo bastante interessante. O delegado Celio Jacinto dos Santos confirmou na CPI a apreensão desta carta. Porém, não explicou porque a mesma não fazia parte do rol de itens apreendidos na busca e apreensão. Jacinto também não revelou que Mosconi participou como “fiscal” da referida busca, pessoalmente, entrando em todos os lugares junto com a polícia federal.  Será que os valentões também vão apresentar noticia crime para estes fatos?

Acho que pela primeira vez na história do Brasil, alguém da queixa do desaparecimento de algo que não existe. 

Mas não termina aqui.

Os mesmos condenados entraram com representação contra o juiz Narciso de Castro pelo fato de ele ter mandado publicar a sentença em jornal. A máfia tem feito um grande investimento para usar a imprensa, propagando a falsa inocência dos acusados, mas o juiz não pode! Ora, isto é uma afronta a máfia Dr. Narciso! Afinal, quem o sr. pensa que é? Juiz de direito?

A mafia gastou quase 30 mil reais em publicidade na véspera do julgamento que causou o seu adiamento. O dinheiro mais uma vez mandando na justiça.

E para finalizar, vejam sό quem aderiu a quadrilha. O delegado de polícia de Poços de Caldas Gustavo Manzoli, natural da cidade de Andradas (terra de Mosconi), fez uma notificação contra o Juiz. 

Percebe-se nitidamente uma ação em conjunto, pois todas os ataques foram realizados praticamente no mesmo dia ou com um dia de diferença. Tudo meticulosamente orquestrado pela máfia que mais uma vez demonstra estar com seus tentáculos em todos os poderes.

Enquanto isto, o Ministério Público, diante da reclamação da família de uma das vítimas abordada e intimidada por pessoas ligadas a máfia, continua de braços cruzados assistindo tudo de camarote. 

Agora o local onde podem ser encontradas as chapas:


Esta na sala das maquinas, armario 32, gaveta 10, do meu navio transatlantico que nao existe. 




2 comentários:

  1. A mentira pra esta turma é institucionalizada. são mentirosos profissionais, mistificadores,crápulas.

    ResponderExcluir
  2. Chama o Mairovitch ou um juiz italiano pra combater essa máfia. O juiz disse ser do tipo siciliano, capice?

    ResponderExcluir