Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Medicina dos horrores

Esta é a medicina dos horrores praticada em Poços de Caldas. Em uma sociedade sadia, os medicos de bem estariam preocupados em isolar os profissionais sem carater do meio em que vivem. Em Poços de Caldas, a situaçao é inversa. Os profissionais sem carater sao protegidos pelos colegas, pelos orgaos de classe e até mesmo por parte da populaçao. Isso faz com que todos se igualem no patamar mais baixo da medicina. E isto parece nao incomodar os bons profissionais que existem por la como ficou demonstrado no caso do meu filho.

Poços de Caldas ja é conhecida como a cidade da medicina dos horrores.

O hospital Pedro Sanches aprontou mais uma. A demora em socorrer uma paciente fez com que ela perdesse o bebe. Neste momento, a mae encontra-se em estado grave na UTI, no hospital da Santa Casa. Por sorte, o transplante nao esta funcionando por la. Se estivesse, ela ja seria doadora.

Tatiana Souza Silva Ferreira estava gravida de 6 meses, quando no ultimo dia 30 de Agosto sofreu um sangramento. O casal de Ipuiuna procurou o hospital Pedro Sanches, onde Tatiana fazia o pre-natal. O que seria um atendimento basico, tornou-se um tragico pesadelo. 
"Eles não contiveram a hemorragia. A minha mulher ficou tendo hemorragia das 2h às 17h, 18h da tarde. Minha esposa ficou mais de 10 horas no hospital e não foi feito nada para salvar ela. Simplesmente deixaram ela em uma cama, de repouso", disse o marido de Tatiana.
Os medicos alegam que fizeram de tudo para salvar a paciente. E eu nao duvido. O problema é que fizeram tarde demais, quando nada mais poderia ser feito. Mas este pequeno detalhe, parece que nao importa aos excepcionais doutores.

Algumas coisas mudaram no entanto. No passado, o hospital Pedro Sanches queria que eu pagasse uma conta de mais de 11 mil reais (superfaturada e que incluia a doaçao de orgaos), usando para isso sua assessoria juridica que pediu a falencia da minha empresa. A extorsao do Hospital Pedro Sanches foi esquecida pelas autoridades locais (como sempre), e ninguem respondeu pelo crime. 

Desta vez, o Hospital Pedro Sanches ja anunciou que nao vai cobrar o valor de R$ 6 mil reais pelo atendimento (nao prestado), cobrando apenas alguns itens basicos (band-aids, dois comprimidos de lisador, e um copo d'agua). A experiencia diz que extorquir pacientes pode ser uma grande dor de cabeça.

Acho que o CRM tera de se reunir em Poços de Caldas novamente para uma conferencia com a imprensa para dizer que no ambito etico, todos agiram corretamente. O culpado é o pai, que denunciou tudo isto. A esta altura, ja deve haver uma equipe debruçada no prontuario para corrigir os "erros burocraticos" antes que o pai tenha acesso.

4 comentários:

  1. Pois é Paulo, a vida não vale nada para eles. Mas o que podemos esperar de uma organização existente em todos os lugares do mundo, que sacrifica crianças em rituais satânicos (para onde vão 30 % de todas as crianças que somem todo ano no país e não são encontradas?), estimulam a traição contra a esposa e por aí vai? Cadê a Moral destas pessoas? E são elas que mandam na saúde do país e saem todos os dias nos jornais como altruístas, os bonzinhos que ajudam os pobres ( pobres somos todos nós que não fazemos parte da "turma").
    A verdade um dia chegará para abrir os olhos das pessoas de bem. Um dia o véu da ignorância cairá! Aí será a hora de julgarmos todos eles. Sem dó nem piedade!a consciência deles mesmos será a primeira a julgá-los, até mesmo o pior deles não ficará imune/impune.

    ResponderExcluir
  2. Rosangela Veronesi3 de setembro de 2014 14:46

    "Você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar todas por todo o tempo."Abraham Lincoln

    A verdade mais cedo ou mais tarde acaba aparecendo. E ainda que essa corja manipule todos os acontecimentos.... a vida desses crápulas passou a ser somente isso, esconder os fatos. E espero de verdade que um dia eles caiam em si e percebam a gigante bola de neve toda sangrenta em que a vida deles se transformaram.

    ResponderExcluir
  3. O fato teve pouca divulgação em Poços. Já está quase no esquecimento. Os hospitais dali são centros de horror e muita coisa ainda há para ser divulgada.

    ResponderExcluir
  4. A associação dos juizes- amagis- credenciou o dito cujo ou sujo, hospital. Duvido que usem, foi pra inglês ver.

    ResponderExcluir