Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

terça-feira, 23 de junho de 2015

A alegria do circo: Os palhaços!!!!

O mais engraçado nos palhaços, é confusão que eles fazem. Palhaços em grupo são ainda mais engraçados.

E olha que o grupo está cada vez maior.

Os palhaços marginais tem alto poder de escolha. 
Nem os mensaleiros demonstraram tanto poder assim.

No começo das investigações eles escolheram auditor, delegado, promotor, perito além de outros profissionais. Escolheram fraudar documentos e exames. Não satisfeitos, escolheram a esfera onde seriam julgados, ou seja, o processo corria na esfera federal e eles escolheram a estadual. Há pouco tempo queriam escolher o federal de novo, mas não dava mais. Agora eles querem escolher o juiz. Mas já escolheram os desembargadores. Estes últimos, ajudam a escolhar o quanto tempo vai levar para serem julgados.

E mesmo escolhendo tanto, só restou escolher o presídio. 

Com muito menos poder do que este grupo, eu consegui botar meia dúzia na cadeia. Já pensou se eu tivesse este poder todo? Não há mágica, pessoal. A verdade é o maior poder que um homem pode ter. A mentira não tem poder. A mentira é coisa de palhaço.

A turma é tão boa que serei julgado por quem estou acusando de corrupto: O Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Suspeito? Não! Suspeito é o juiz Narciso de Castro.


Um comentário:

  1. Esses palhaços ai tão cum cara de assaltantes, mano!

    ResponderExcluir