Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

sexta-feira, 3 de julho de 2015

O jaspion!

Este é o Jaspion, de óculos escuro, dentro do camburão. Ele é mais um preso que ganhou a liberdade hoje. Está feliz da vida! Hoje vai ter uma rodada de sushi.

Jefferson André Saheki Skulski foi o responsável por fraudar os laudos de morte encefálica, confissão realizada na CPI e também em juízo. O laudo do caso Paulinho foi confeccionado 8 meses após o assassinato.

O jaspion pisou na bola durante a falsificação ao anotar como hora do laudo 13:35h. Paulinho chegou na Santa Casa às 13:00h. Nenhum ser humano no mundo se submete a um diagnóstico de morte encefálica em 35 minutos. Mas o Jaspion conseguiu! Claro que as imagens do crânio sem fluxo "desapareceram", quando na verdade nunca foram feitas. Como se não bastasse, mentiu em juízo como já publiquei neste texto.

Este é o documento falsificado por Jéferson. Podemos notar que embora exista o nome de dois médicos, somente o jaspion assinou o laudo. O outro médico é o sócio do Jaspion, Dr. Sylas Cid Rossi.

Sylas é o sócio dos sonhos! Ele é genro de um juíz da cidade de Poços de Caldas, Antonio Pereira Gato que foi o autor da primeira censura contra mim. Em 2001 meu site foi retirado do ar sob a alegação de que estava atrapalhando as doações em Poços de Caldas, no Brasil e no Mundo!

A Cosa Nostra neste episódio comandada pelo Juiz Gato, teve como partida um reclamação da PRO RIM, Associação dos Renais Crônicos de Poços de Caldas, presidida por Lourival da Silva Batista, que está preso por abusar sexualmente de sua neta de 9 anos.

Sylas é o cara! Agora ele tem dado uma mão e tanto para o Jaspion. Solidariedade é tudo. O carro deste distinto doutor está circulando com o adesivo, que certamente afetou o coração dos magistrados que liberaram os detentos.

Veículo do sócio do Jaspion, Sylas Cid Rossi, com adesivo em defesa aos condenados
Parabéns Jaspion!
Você é o héroi do mês deste blog.


Não teve tamanha sorte o homem aranha. Nem todo super-herói tem um procurador da justiça tão amigo como Antonio de Padova Marchi Junior e sua fiel marmita Andréa Abritta. Jaspion, manda o telefone dos seus advogados para ele. Quebra essa! Vamos salvar mais uma vida (ahahahaha).



Um comentário:

  1. Esse ai deveria ter tido a sua prisão decretada durante a CPI DO TRÁFICO DE ÓRGÃOS, ainda em 2004. Mentiroso, asqueroso, com cara de bonzinho, é um dos piores da turma.

    ResponderExcluir