Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Mais um episodio desvendado no hospital dos horrores

Nao podemos prever o que sao capazes de fazer por dinheiro. Mas a verdade, nada mais que a verdade é solida demais para ser destruida.

Assistam ao video, e depois explico:


Terezinha de Oliveira Cunha, irma da vitima, foi quem assinou a autorizaçao para a doaçao de orgaos. Parece algo natural. Mas nao é! Terezinha NAO é irma da vitima! A filha da vitima, que na epoca era uma criança, procurou a policia e desmascarou a mulher. O fato ja foi encaminhado para as autoridades por se tratar de crime - em tese - de falsidade ideologica. 

Podemos ver neste video tambem o Neurologista Jose Luis Gomes da Silva que responde a pelo menos 2 homicidios, sendo que um deles é o caso do meu filho. Chama a atençao o clima de festa. Os medicos, incluindo o ex-presidiario Claudio Rogerio (ja de cabelinho crescido) e a fiel escudeira das malandragens, a Dra. Francisca Barreto (que concorre a uma vaga no sistema prisional), sao todos sorrisos. A alegria que reina entra os acusados é contagiante! Nada como viver no pais da impunidade. Que maravilha!

O video se refere ao caso 2, e o fato da autorizaçao ter sido assinada por alguem que nao tem vinculo familiar com a vitima - como se ja nao bastasse o homicidio - invalida o transplante realizado perante a lei 9.434/97 que determina:

CAPÍTULO II

DA DISPOSIÇÃO POST MORTEM DE TECIDOS, 
ÓRGÃOS E PARTES DO CORPO HUMANO PARA FINS DE TRANSPLANTE.

Art. 4o. A retirada de tecidos, órgãos e partes do corpo de pessoas falecidas para transplantes ou outra finalidade terapêutica, dependerá da autorização do cônjuge ou parente, maior de idade, obedecida a linha sucessória, reta ou colateral, até o segundo grau inclusive, firmada em documento subscrito por duas testemunhas presentes à verificação da morte.


Em Poços de Caldas, ja tem gente dizendo que isso é coisa do Pavesi!

Um comentário: