Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Se nao tiraram o juiz do julgamento, tiraram o julgamento do juiz

Se o caso Pavesi fosse em um pais de primeiro mundo, seria anuciado assim: Estado x Medicos. 

No Brasil ele é anunciado assim: Pavesi x Medicos. 

Mas na realidade, é assim: Medicos + Ministerio Publico + Estado + CRM + CFM + ABTO + Santa Casa + Policia Federal + Policia Civil + traficantes de orgaos x Pavesi.

O importante é que hoje tem pizza na casa dos Ianhez!

Eu tenho denunciado o poder de Carlos Mosconi que domina um bando de capacho, que come na mao dele com se fosse um animal de estimaçao ("como se fosse" ficou claro?). Mosconi é candidato a Deputado Federal e um julgamento agora seria complicado para a sua vida "politica".

Eles tentaram tambem durante os ultimos 2 anos (2012-2014) afastar o juiz de todas as formas, acusando-o de ser suspeito, mandando recadinhos por debaixo da porta, ligando para o celular dele, vigiando a escola da filha de 4 anos, e por ai vai. 

Como eles nao conseguiram tirar o juiz do julgamento, a soluçao foi tirar o julgamento do juiz!

Para isso, uma engenhoca foi criada. Veja como sao sujos. Eles nao podiam pedir o adiamento do julgamento pois ficaria evidente demais. Adiamento solicitado pela defesa nao da para engolir né?

Ah Pavesi... mas o que adiantaria adiar ainda mais este julgamento?? 

Muito bem! O velhinho bondoso Alvaro Ianhez esta perto de completar 70 aninhos. O crime prescreve em 20 anos, e ja se passaram 14. Completando 70 anos de idade, a prescriçao passa para 10 anos e sendo assim, o velhinho estara livre. Quanto mais demorar, melhor sera. Dificilmente Ianhez pagara a pena. Nao se esqueçam! Este é o pais da impunidade.

Os assassinos passaram a distribuir comunicados, videos, telefonemas em massa, utilizando a imprensa, para influenciar a comunidade. Ja melhorou bastante, pois antes eles distribuiam rins e corneas! Este bombardeio, acaba influenciando o juri. 

Para a coisa ficar mais facil, o Promotor Chefe de Minas Gerais - escolhido a dedo pelo governador do Estado que faz churrascos com Mosconi - indicou um promotor que nao conhece o caso e tem apenas alguns dias para se familiarizar com 50 mil paginas de processo e 14 anos de estrada. Este promotor percebe que vai dar merda, e o que ele faz?

Pede a transferencia do juri para BH, e mais tempo para estudar o processo. Agora nao podemos falar em manipulaçao, ja que quem pediu o adiamento foi a acusaçao! 

Voce esta me vendo aqui reclamando nao é mesmo? Sim! E estou mesmo.

E voce esta vendo os advogados reclamando? Nao?
Esta vendo os medicos reclamando? Nao? 
Porque eles iriam reclamar se era isto que eles queriam?

O dificil no Brasil nao é lutar contra os assassinos. O dificil é combater o Estado. 

A ironia é que o Estado deveria me defender, defender a vida do meu filho, proporcionar segurança para os demais cidadaos, e principalmente combater o crime. Mas a minha batalha passou a ser contra o Estado.  E' como se o Estado tivesse uma procuraçao para defender os marginais. O Estado deu a eles emprego (SUS), advogado (defensoria publica), liberdade (Habeas Corpus) e de brinde, varias absolviçoes em crimes que foram confessados. O Estado funciona como um redoma em torno dos assassinos. Protege e da garantias. O Estado faz o que for preciso para que assassinos de uma criança de 10 anos e de outras dezenas de pacientes, nao sejam presos. O Estado fornece até Habeas Corpus para medico foragido. E' tao constrangedor que o medico precisa se entregar para ser solto da cadeia. O Estado permite que provas desapareçam. O Estado absolve marginais que roubaram o proprio Estado. 

O Estado consegue fazer com que a apuraçao da morte de uma criança dure mais do que a vida dela. Paulinho tinha 10 anos, e o Estado nao conseguiu julgar o caso em 14 anos. O Estado esta do lado do crime. 

Em 10 anos Paulinho aprendeu a engatinhar, andar, comer sozinho, falar, cantar, ler, escrever, jogar futebol, jogar video game, amar, ser feliz. Em 14 anos, o Estado nao conseguiu preparar um promotor. Em 14 anos o Estado nao conseguiu fazer um julgamento! E' inconcebivel perceber que a apuraçao da morte leve mais tempo que toda a sua vida. 

O Estado usou toda a sua força para me processar. 9 procuradores assinaram a denuncia contra mim. O mesmo Estado utilizou apenas 3 procuradores para denunciar os medicos, sendo que um deles, hoje, é testemunha de defesa. 

O Estado é aquele que implantou o projeto "Doar - orgaos - é legal" em todos os tribunais brasileiros. Uma ajudazinha para a mafia, afinal, uma mao lava a outra, ainda que ambas continuem sujas.

O julgamento nao tem como meta discutir se os reus sao culpados. A culpa ja esta provada e durante estes 14 anos nao conseguiram demonstrar o contrario, precisando para isto executar até testemunhas. O objetivo do julgamento é decidir se eles serao presenteados com a impunidade ou condenados para o bem do pais. No Brasil o resultado costuma ser a absolviçao. O pais tem certa tradiçao na impunidade. Nao estao acostumados com condenaçao. Isto é coisa de pais desenvolvido. 

Nao canso de citar este exemplo. Maluf é procurado por varios paises, em todo o mundo, menos no Estado Brasil. E o dinheiro roubado foi justamente do Estado. Isto é Brasil. O exemplo vem de cima, e este exemplo sugere que sejamos desonestos, sujos, ladroes e assassinos. E de preferencia medicos.

O Caso Pavesi sera um exemplo para todos. Viu o que acontece quem denuncia criminoso? E o gado pastara de cabeça baixa, sem olhar para os lados. "Quem manda aqui?" -  vao escutar para o resto de suas vidas. 

Paulinho esta morto. A absolviçao ou condenaçao nao o trara de volta. E nem é este o objetivo de um julgamento. Nao se trata de vingança. Nem de querer ve-los condenados e presos para uma satisfaçao pessoal. Vingança nos fazemos de outra forma. Trata-se de excluir da sociedade pessoas sujas e perigosas, que podem um dia, para a sua infelicidade, atender o seu filho numa emergencia. Trata-se de excluir da sua cidade uma estrutura que esta roubando o seu dinheiro ha varias decadas. 

Se algo acontecer ao seu filho amanha, voce nao tera coragem e nem respaldo para defende-lo. Os assassinos serao donos de uma verdade de mentira. 

O Estado ao menos poderia ser mais economico. Sao 14 anos gastando milhoes de reais para chegar neste ponto? Ora, basta dizer "Sao culpados, mas ninguem vai condena-los nao!" e estaria tudo resolvido. Sustentamos uma corja de desembargadores, promotores, procuradores, policiais, auditores, ministros, que alem dos gigantescos salarios, levam uma bela propina, para que? 

O Estado poderia ser menos covarde e assumir sua tendencia crimosa.
Seria uma economia e tanto! Uma bela economia. 
Talvez pudessem até parar com o trafico de orgaos.

Marginais!! Uni-vos!

Um comentário:

  1. Ouvi falar que o promotor de Poços pediu para a associação dos médicos e porque não os conselhos, paguem a conta do adiamento (despesas do júri, hotel dos jurados, etc.). Já seria um começo... aleluia, irmão!

    ResponderExcluir