Desembargadores comprados

Desembargadores comprados

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Mais mentiras de Álvaro Ianhez

Leitores.

A máfia continua em defesa de Álvaro Ianhez. E mais uma vez, sou obrigado a desmenti-lo publicamente. Este sujeito e seus defensores constituem o pior lixo que pode existir em uma sociedade. Defender um assassino de pacientes em coma, sem chance de defesa é o mais baixo nível que o ser humano pode atingir.

Pois bem, dito isto, recebi uma mensagem dizendo que Ianhez não tem mais contatos com pacientes em coma e por isso deixa-lo trabalhar é seguro.  Agora ele só atende clinicamente. E isto é seguro?

Vejamos o que diz o chefe de máfia, Carlos Eduardo Venturelli Mosconi, o guardião de Álvaro Ianhez. 


Muito bem amigos!! Álvaro Ianhez e seu chefe mafioso já diziam isto no passado para se defender. Diziam que Ianhez não tinha acesso a pacientes em coma e que seu único trabalho era clínico. E mesmo assim, Ianhez - clinicamente é claro - matou pelo menos 50 pessoas (8 somente foram investigados).

Apesar de o vídeo ser muito ilustrativo, eu posso provar o contrário. Veremos do que estes assassinos são capazes. Abaixo, a descrição da cirurgia em que retirou os órgãos do meu filho quando ele ainda estava vivo. Este documento está no processo e qualquer cidadão pode ter acesso.


No último item, o médico Cláudio Rogério Carneiro Fernandes escreve: Cirurgia de Banco do Bloco Renal ralizada pelo Dr. Celso Scaf + Dr. Álvaro. Portanto, apesar das mentiras mais uma vez propagadas, Ianhez é um assassino frio, psicopata, e que retira órgãos de pacientes vivos.

A mensagem que recebi ainda apela para que deixemos o velhinho alcolatra trabalhar e que aguardemos o resultado final da justiça. 

Ou seja: Não o incomodem, pois a justiça já está comprada, como demonstrei várias vezes neste blog. O julgamento de Ianhez já foi adiado 4 vezes e não será realizado pois faltam pouco mais de 3 anos para prescrever. 

Este julgamento não vai acontecer, mas podem ter certeza que a justiça será feita. Pode demorar, eu não tenho pressa. Como dizem os meus irmãos italianos. Vingança é um prato gelado que se como em cima da mesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário